quarta-feira, 5 de setembro de 2012

O revolucionário

Essa é curtinha! E para mim foi surpreendente, é interessante como mesmo estando a tantos anos no RS eu não conheço todos os conceitos deles, pensando bem, acho que é interessante como mesmo estando a tanto tempo nesse planeta eu não entendo vários conceitos. Mas, ok, não vou fugir da especificidade do acontecido.

Estou tendo uma disciplina muitooo interessante com um professor da geografia, ele tem o encantador hábito de falar o que pensa, e melhor ainda, pensar criticamente e com embasamento de grandes pensadores. Sua matéria é planejamento territorial, Rio Grande é um estudo de caso perfeito, pois encontra-se em franco crescimento economico com ZERO desenvolvimento, eu diria até um retrocesso, que palavra expressaria isso? Desdesenvolvimento? Entretanto, ao que parece, existe um consenso entre os outros professores que crescimento é progresso (e ponto final), gerando assim, um conflito de opiniões.

Eis que certo dia, aqui na FURG mesmo, próximo ao "corredor da geografia" me deparo com uma amiga, com a qual fiz estágio ano passado, e como ela se formou em geografia, então eu comentei do professor. Entre os adjetivos que usei no comentário estavam: maravilhoso, interessantíssimo, polêmico. Nesse último, ela foi abrindo mais os olhos, creio que chegou a mantê-los arregalados, enquanto olhava para os lados e por fim diminuiu o tom de voz e me sussurrou o seguinte:
- Os professores daqui da geografia não concordam muito com ele, há até quem o chame de... (olhou novamente pelos ombros e baixou ainda mais o tom de voz)... revolucionário.
Puxa vida! Essa palavra me causou um excitamento tão grande! Um verdadeiro alvoroço interno. Passado esse êxtase momentâneo, percebi que talvez essa alegria não fosse a reação esperada.
- Nossa, e revolucionário é um xingamento? não é uma qualidade positiva?
  Ela pareceu meio confusa, como que enfrentando um dilema inesperado. E concluiu simplesmente:
- Ah, depende do contexto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos eduquemos juntos.