segunda-feira, 31 de março de 2014

Pobres me roubam

Esses pobres me roubam o sonho
Me roubam o sono
Por isso todos os pobres são ladrões
Porque eles existem
Nos roubando a ilusão, 
tão cuidadosamente construída
de uma sociedade justa e boa
Esses pobres expõe a fragilidade da ilusão
Que não tenha sido esse o objetivo 
de Amarildo
ou de Cláudia 
Foi isso o que eles fizeram e sempre farão
Arruinarão todo e qualquer argumento “meritocrático”
Esses pobres ladrões, com traços indígenas ou negros
Me roubam a ilusão de prazer, de felicidade, de grandeza
Me roubam a possibilidade de acreditar nos discursos
Essa pilhagem se reflete no tratamento que lhe damos
Nós de traços europeus, cidadãos de bem
Marginalizamos, matamos, torturamos e prendemos esses pobres
Porque insistem em existir
Em esfregar na nossa cara o quão fracassados somos nós
Por mais que fujamos dessa palavra
Já nascemos fadados ao fracasso
Disfarçado de tristeza passageira nessa sociedade de ilusão



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos eduquemos juntos.